InstrutorMárcio Nunes
Data09 novembro 2018 a 10 novembro 2018
LocalFaculdade Presbiteriana Mackenzie
SGAS 906
Brasília - DF
PreçoR$ 150,00

Quantos de nós estamos realmente satisfeitos com nosso trabalho? E, afinal, o que significa estar satisfeito com o trabalho? De que forma o trabalho impacta nosso carácter?

Se essa pergunta fosse feita a nossos avós, como eles a responderiam? Será que o trabalho para eles era uma questão tão importante para a felicidade e a satisfação na vida?

O trabalho significa a sobrevivência ou a abertura de um caminho para levar a uma vida plena de sentido?

Nos últimos séculos, o trabalho tomou um espaço cada vez maior na vida das pessoas. Com as novas tecnologias, não é necessário estar em qualquer lugar específico para estar trabalhando. Atualmente, o próprio conceito de jornada de trabalho é relativo. Com um celular e um computador, simulamos o escritório e estamos aptos a trabalhar. Isso invade a noite, os finais de semana, as férias, enfim, todos os horários em que o indivíduo vivia, antes, outros aspectos da vida. Essa invasão cria um ritmo alucinante e uma corrida desenfreada que, por outro lado, não consegue dar sentido à vida. O trabalho perdeu sua capacidade outrora inspiradora de criar uma personalidade autônoma.

Por outro lado, nossa sociedade busca cada vez mais forjar sua identidade a partir do trabalho. Nosso lugar social está intimamente relacionado com trabalho e carreira profissional. Mas essa busca de identidade a partir da carreira profissional não parece estar dando bons resultados. O trabalho, sozinho, não é capaz de formar a identidade de uma pessoa.

Nesse curso vamos conversar sobre como os conceitos de trabalho e carreira profissional evoluíram até chegar aos nossos dias. Vamos analisar as faces negativas do trabalho no contexto da sociedade competitiva em que vivemos. Procuraremos compreender a lógica da constante necessidade de inovação e as consequências disso para as pessoas no mercado de trabalho: a constante necessidade de mudança e a falta de uma estabilidade mínima para a vida. Olharemos também para o futuro do trabalho, considerando o advento da inteligência artificial e seus impactos no mercado de trabalho. Em tudo isso, estaremos procurando responder à questão fundamental a respeito da capacidade do trabalho entregar significado e sentido à vida.

Marcio Nunes é casado com Marilene há 29 anos e é pai de Marina. Atua como Engenheiro no mercado de telecomunicações há 30 anos, tendo passado durante esse período pelos processos de privatização e de fusão de empresas no setor. É formado em Engenharia pela UnB e tem Mestrado em Gestão Empresarial pela FGV. É mineiro de nascimento, brasiliense de coração e mora no Rio de Janeiro há 16 anos.

 

INFORMAÇÕES:

HORÁRIO: 19:30 às 22:30h (sexta) 9:00 às 12:30h (sábado);

LOCAL: Faculdade Presbiteriana Mackenzie Brasília [Clique aqui para Google Maps]: 906 – SGAS I, St. de Grandes Áreas Sul 906 – Asa Sul, Brasília – DF, 70390-060